Thursday, December 28, 2006


CLEAN GEORGE IV - First Blast Of The Trumpet Against The Monstrous Regiment Of Woman (Black Spring) [oiça aqui] Comentários: Rock/Indie; Pop; Editado a 25 de Dezembro no formato vinil 7"; Black Spring My Space

GOOD SHOES - The Photos On My Wall (Brille) [oiça aqui] Comentários: Rock, New Wave, Pop, Indie; Editado a 25 de Dezembro no formato vinil 7", contém as faixas "The Photos On My Wall" e "Beautiful"; Site Oficial, My Space.

Sunday, October 08, 2006

The Police

Tuesday, August 29, 2006


Tavira acolhe o 5º Workshop de Jazz “Tavira em Jazz 2006” entre 4 a 9 de Setembro nas instalações da Escola Secundária local, numa iniciativa da Associação Grémio das Músicas, que vai reunir cerca de uma centena de jovens músicos. Uma equipa de sete conceituados “jazzmen” norte-americanos, os “New York Jazz All stars”, vai encarregar-se da componente pedagógica. A iniciativa prevê “jam-sessions” diárias e gratuitas no espaço da Companhia de Teatro Al-Masrah a partir das 22:00 horas, pequenos concertos espontâneos no Hotel Porta Nova e um grande espectáculo de encerramento na Praça da República, no dia 9, também às 22:00 horas.

Pete LaRoca - "Basra" (Blue Note, grav. 1965, reed. CD 2005)[Joe Henderson (saxofone tenor), Steve Kuhn (piano), Steve Swallow (contrabaixo) e Pete LaRoca (bateria)]

Thursday, August 17, 2006


Miles Davis Cool & Collected (Sony BMG) [oiça aqui] Comentários: fabulosa selecção musical do lendário Miles Davis, inclui "It's About That Time" (feat Carlos Santana - remix) "Bye Bye Blackbird", "Summertime". Disponível a partir de 21 de Agosto de 2006;

Monday, June 19, 2006


Festas de Lisboa 2006
ForUJazz
Local: Parque Mayer / Teatro VariedadesEntrada gratuíta

Depois de uma bem sucedida primeira edição em Setembro de 2005, o ForUjazz regressa com uma programação que promete apresentar do melhor e mais original jazz.

Integrado no vasto e rico programa das Festas de Lisboa, com o apoio da sua Câmara Municipal e da Egeac, este festival apresenta este ano, talvez, os três maiores nomes do jazz europeu das últimas décadas: Louis Sclavis, Alexander Von Schlippenbach e Peter Brotzmann.

A estes três “pesos pesados”, junta-se a categoria de um dos mais interessantes ensembles sedeados em Portugal, o multinacional IMI Kollektief.

Nesta sua segunda edição a Trem Azul, responsável mais uma vez pela programação do ForUjazz, pretende continuar uma aposta forte no excelente, mas pouco representado nos palcos nacionais, Jazz Europeu.

É intenção mais uma vez mostrar músicos cuja forte personalidade musical tenha contribuído para o desenvolvimento da estética desta música em constante modernização.
Nada melhor que abrir com o duo de Louis Sclavis, um verdadeiro colosso do melhor jazz Francês das ultimas três décadas. Com ele vem Vincent Courtois, o mais interessante e requisitado violoncelista francês do momento.

Na segunda noite, Lisboa terá o privilégio de assistir a um dos mais aguardados concertos do ano, Alexander Von Schlippenbach e o seu quinteto tocam a obra de Thelonious Monk segundo um prisma muito pessoal. Depois de ter sido apontado por quase todos como o melhor disco de jazz de 2005, "Monk's Casino" é apresentado em Portugal pela primeira vez.

A fechar a programação no Teatro Variedades, toca a 21 o trio de Peter Brotzmann, o autor do consagrado, polémico e obrigatório manifesto do free jazz europeu, “Machine Gun” em 1968.
Quase 40 anos depois, Brotzmann vem a Portugal pela segunda vez. Na verdade, a carreira deste gigante alemão do saxofone nunca esteve tão activa, seja no envolvimento constante com a nata do jazz europeu, seja nas várias parcerias com alguns dos mais brilhantes jazzistas americanos, Ken Vandermark, William Parker, Hamid Drake, Fred Hopkins, Nasheet Waits, Walter Perkins e tantos outros.

Programa:

19 Junho Louis Sclavis / Vincent Courtois Duo (França)
20 Junho Alexander Von Schlippenbach’s Monk’s Casino (Alemanha)
21 Junho Peter Brotzmann / Marino Pliakas / Michael Wertmueller (Alemanha / Suíça)
+ Hot Clube, 20, 21 de Junho, 23.30h, Imi Kollektief (Brasil/Portugal/França/Suécia/Bélgica)

Sunday, June 11, 2006


Cantor guitarrista, Lou Reed é o pseudónimo de Lewis Allen Reed (nascido em 2 de março de 1942 no Brooklyn, Nova Iorque. O próprio diria que o seu best off é "uma volta a um lado mais selvagem", o característico rock alchimista é uma visão pessoal de um universo dualista, onde se cruzam anjos, demónios e fantasmas. As suas influências recorrem ao primeiro album The Velvet Underground and Nico (1967), onde assumia o papel de compositor e de guitarrista, até que por fim abandona a banda em 1970. Ao longo dos tempos Lou Reed foi reconhecido pelo seu carácter musical distinto, transcendente ou não o certo é que não me escapa à memória "Walk On The Wilde Side" & "Coney Island Baby.

Monday, May 15, 2006


O tempo trouxe-me à memória Natalie Merchant, "Tigerlily" leva-nos a regressar a 1995, ano em que a cantora edita pela primeira vez a solo desde o abandono do grupo 10.000 Maniacs, atrevo-me a chamar-lhe um "self-produced project". Natalie juntou um grupo de músicos relativamente inexperientes e decidiu gravar as suas melodias num espaço "familiar" que jamais se imaginou conseguir arranjar, Woodstock em NY imaginem, foi editado posteriormente pela Elektra Records. O seu álbum foi creditado por excelentes críticas tendo conseguido arrecadar a humilde soma de 5 milhões de cópias, nada mau né! As faixas mais conhecidas são "Carnival", "Wonder" & Jealousy". Quanto a género musical, é um conceito de acústica com grandes influências dos anos 70, é orgânico, folk, leve, espero que gostem.